Tratamento imediato

O que é concentração sanguínea? Suas causas, sintomas, diagnóstico e métodos de tratamento

A congestão sanguínea pode causar muitos problemas, um dos quais é a redução da capacidade do sangue de transportar oxigênio, hormônios e nutrientes por todo o corpo e atingir tecidos e células. O resultado disso é a redução do oxigênio nas células e suas deficiências hormonais e nutricionais. Uma pessoa com uma concentração sanguínea propensa a coagulação sanguínea excessiva pode sofrer de uma complicação perigosa da coagulação sanguínea. Neste artigo, examinamos as causas da concentração sanguínea, seu efeito no corpo e as formas de tratá-la.

Quais são as causas da concentração sanguínea?

1. Policitemia Vera (Policitemia Vera/PV)

Esta doença é um tipo de distúrbio sanguíneo originário da medula óssea. A medula óssea é a parte central do osso e o local onde novas células sanguíneas são produzidas e cultivadas. Nesta doença, a medula óssea produz mais do que glóbulos vermelhos ou brancos normais e plaquetas, o que aumenta a concentração sanguínea.

A doença da policitemia vera não é hereditária e, segundo especialistas, é causada por alterações genéticas e ocorre após a fertilização de óvulos e espermatozóides. Essas mudanças ocorrem lentamente ao longo de vários anos.

Os sintomas da policitemia vera são:

  1. fadiga;
  2. Dor de cabeça;
  3. tontura;
  4. fraqueza;
  5. aumento da sudorese, especialmente sudorese noturna;
  6. coceira na pele;
  7. visão embaçada;
  8. zumbido nos ouvidos;
  9. Sensação de plenitude ou inchaço abdominal devido ao aumento do baço.

De acordo com a National Organization of Rare Disorders and Diseases, a policitemia vera afeta 44 a 57 pessoas por 100.000 pessoas, e os sintomas dessa doença geralmente aparecem na velhice e após os 60 anos.

2. Macroglobulinemia de Waldenström

O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático do corpo, que inclui tipos de linfoma de Hodgkin e não-Hodgkin. A macroglobulinemia de Waldenström é uma forma muito rara de linfoma não Hodgkin. Esta doença faz com que o corpo produza uma grande quantidade de proteína imunoglobulina M, o que resulta em aumento da concentração sanguínea.

Os sintomas da macroglobulinemia de Waldenström são:

  1. Sangramento do nariz, gengivas e retina que ocorrem devido a danos nos pequenos vasos sanguíneos;
  2. Anemia;
  3. Formigamento, formigamento e dormência nos dedos das mãos e dos pés.
ler  O que é osteoartrite? Quais são os sintomas?

3. Lúpus

Os sintomas comuns do lúpus incluem:

  1. erupções cutâneas e lesões de pele;
  2. dor e inchaço e inflamação das articulações;
  3. Febre;
  4. cansaço

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é o tipo mais comum de lúpus, sendo considerado uma doença autoimune. As doenças autoimunes fazem com que o sistema imunológico do corpo ataque seus próprios tecidos e causem inflamação generalizada e danos nos tecidos. Esta doença pode afetar diferentes órgãos do corpo, como articulações, pele, cérebro, pulmão, rim e vasos sanguíneos. Um de seus efeitos nos vasos sanguíneos é aumentar o risco de coagulação do sangue.

A coagulação do sangue nos vasos sanguíneos, o que faz com que eles sejam bloqueados e é chamado de trombose, é um fenômeno relativamente comum no primeiro ano de lúpus.

4. Fator V Leiden

Esta doença é causada por mutação genética de um dos fatores de coagulação do sangue. Uma proteína chamada proteína C ativada regula a atividade do fator de coagulação 5. Em pessoas com essa doença, a proteína C perde a capacidade de regular a atividade do fator cinco. Essa mutação e desordem podem aumentar a concentração sanguínea e aumentar a possibilidade de coágulos sanguíneos anormais, especialmente nas veias profundas e mais nas pernas e pulmões. Observe, no entanto, que a maioria das pessoas com fator 5 de Leiden nunca desenvolve esses coágulos.

5. Deficiência de proteínas C e S e antitrombina

As proteínas C e S e a antitrombina são anticoagulantes naturais que o corpo produz e, se estiverem em falta, aumenta a possibilidade de coagulação do sangue. Essas deficiências têm várias causas, incluindo doenças hereditárias ou problemas que se desenvolvem ao longo do tempo.

A principal complicação desta doença é o coágulo vascular e a trombose que pode se formar na veia profunda. Neste caso, é chamado de Trombose Venosa Profunda/TVP. Se os coágulos se rompem e bloqueiam os vasos sanguíneos para os pulmões por eles, ocorre uma complicação chamada embolia pulmonar (EP), que é fatal.

A mais comum dessas deficiências é a deficiência de proteína C, que afeta 1 em 200 a 500 pessoas, seguida pela deficiência de proteína S, que afeta 1 em 500 pessoas. A deficiência mais rara é a deficiência da proteína antitrombina, que afeta 1 pessoa em cada 2.000 a 5.000 pessoas.

6. Mutação do gene da protrombina 20210A

A protrombina, também chamada de fator II da proteína de coagulação do sangue, é produzida mais do que o normal em algumas pessoas que têm certas mutações genéticas. Essa proteína é realmente necessária para que o sangue coagule adequadamente, mas muito dela pode aumentar o risco de coágulos, como os que ocorrem na TVP e na EP.

ler  Tomar medicação de manhã ou à noite? - prática de cura

Fatores subjacentes à concentração sanguínea

  1. fumar.
  2. Exercício em pessoas com algumas doenças do sangue e cardiovasculares.
  3. Alterações hormonais, como alterações hormonais que ocorrem durante a gravidez.
  4. Tomar medicamentos hormonais, como alguns contraceptivos, terapia de reposição hormonal (TRH) e terapia com testosterona.
  5. Aumento da inflamação no corpo, que provavelmente é causado por doenças como lúpus e doença inflamatória intestinal (DII).
  6. Traumas e lesões.
  7. Algumas doenças, como tipos de câncer, especialmente o mieloma múltiplo.

Quais são os sintomas da concentração sanguínea?

Esse problema geralmente não causa sintomas e o primeiro sintoma pode ser um coágulo sanguíneo. Claro, uma pessoa pode ter sintomas de uma doença subjacente que causa concentração no sangue.

Às vezes, uma pessoa apresenta sintomas relacionados a coágulos sanguíneos, que são diferentes dependendo da localização do coágulo. Esses sintomas incluem:

  • Dor no peito;
  • Falta de ar;
  • sintomas de ataque cardíaco, como formigamento no braço, dor nas costas ou dor na mandíbula;
  • Dor de cabeça;
  • dificuldade em falar;
  • tontura;
  • Dor nas pernas ou vermelhidão.

Se algum desses sintomas ocorrer, você deve consultar um médico imediatamente.

Em algumas situações, seu médico pode solicitar uma série de testes para ajudar a fazer um diagnóstico. Essas condições são:

  • formação de coágulos sanguíneos de origem desconhecida;
  • criando coágulos sanguíneos frequentes;
  • aborto repetido;
  • Ter um histórico familiar de coagulação sanguínea ou formação de coágulos sanguíneos.

Os resultados dos exames orientam o médico a diagnosticar a causa e doenças relacionadas à concentração sanguínea.

Detecção da concentração sanguínea

Às vezes, o médico suspeita de concentração sanguínea com base nos sintomas. Nesse caso, ele diagnostica a causa do problema fazendo um histórico e realizando um exame físico e solicitando exames. A história familiar desempenha um papel importante na obtenção desse problema e, de acordo com este ponto, o médico verificará a história de seus parentes em termos de histórico de coágulos sanguíneos e aborto.

Os tipos de testes de concentração sanguínea que ajudam a diagnosticar esta condição incluem:

  • contagem completa de células sanguíneas (CBC);
  • teste de fatores de coagulação;
  • Nível de fibrinogênio.

Após esta etapa, mais testes podem ser necessários para diagnosticar a causa exata do problema.

Tratamento da alta concentração sanguínea

Dependendo da causa desta doença, o médico prescreve certos tratamentos. Alguns desses tratamentos incluem:

  • Antiplaquetários: Alguns medicamentos, como a aspirina, previnem a formação de coágulos.
  • Anticoagulantes: Alguns medicamentos, como a varfarina, previnem a coagulação do sangue, afetando os fatores de coagulação.
  • Trombolíticos ou quebradores de coágulos: Esses medicamentos são frequentemente usados ​​em situações de emergência.
  • Proteína C e fator antitrombina: Esses itens podem ser úteis em algumas pessoas dependendo do problema que elas têm.
ler  Propriedades do alcaçuz: +19 Propriedades terapêuticas e como usar

Os médicos usam esses tratamentos apenas quando um coágulo de sangue perigoso se formou ou se suspeita que a pessoa esteja em alto risco de desenvolver um coágulo.

Mudanças efetivas no estilo de vida para reduzir as concentrações sanguíneas

  1. Parar de fumar e evitar locais com ar poluído;
  2. perda de peso em caso de excesso de peso;
  3. ter atividade física regular;
  4. Evitar ficar sentado por muito tempo;
  5. Mover as pernas com frequência para um melhor fluxo sanguíneo.

Complicações da concentração sanguínea

1. trombose venosa profunda (TVP)

A trombose venosa profunda é uma complicação da concentração sanguínea

A trombose venosa profunda ocorre quando um coágulo de sangue se forma nas veias profundas. Esses coágulos geralmente envolvem as grandes veias da perna, mas também é possível envolver outros vasos, incluindo as veias das coxas, braços, abdômen ou pelve.

Sintomas de TVP

  • Inchaço, vermelhidão e calor na área do coágulo;
  • início súbito ou gradual de dor;
  • dor na perna ao dobrar ou esticar a perna;
  • cãibras na região das pernas;
  • Mudança na cor da pele da área afetada para azul ou azulado;
  • Palidez de outras partes do corpo.

2. embolia pulmonar (EP)

A embolia pulmonar é uma emergência médica com risco de vida que requer atenção imediata. Esta doença ocorre devido a coágulos sanguíneos nos vasos sanguíneos que abastecem os pulmões. Este evento faz com que o fluxo sanguíneo pare e, como resultado, distúrbio nas trocas gasosas nos pulmões.

sintomas de EP

  • falta de ar e respiração rápida;
  • alta frequência cardíaca;
  • dor ao respirar profundamente;
  • Tossindo sangue;
  • Dor no peito.

Outras possíveis complicações da coagulação do sangue

  • derrame;
  • ataques cardíacos;
  • danos nos rins;
  • complicações na gravidez;
  • doença na artéria periférica

Conclusão

Coágulos sanguíneos significam que o sangue tem maior probabilidade de coagular, o que pode causar ataques cardíacos, derrames e outros problemas com risco de vida. Esse problema tem várias causas, incluindo algumas doenças que fazem o sangue engrossar. Algumas pessoas, como aquelas com histórico familiar de pressão alta, correm mais risco dessa doença. Essas pessoas devem consultar um médico para evitar possíveis problemas e se notarem algum sintoma incomum. Alguns medicamentos e mudanças no estilo de vida ajudam a reduzir a concentração sanguínea e os riscos associados a ela.

você diz

Você ou seus entes queridos já sofreram com esta doença? O que você tem feito para tratá-lo? Por favor, escreva-nos seus comentários e compartilhe este artigo com seus amigos e conhecidos.


Que tal uma loja - uma coleção de comunicação eficaz

Um passo para dominar suas habilidades de comunicação


Aviso! Este artigo é apenas para fins educacionais e para utilizá-lo é necessário consultar um médico ou especialista. Mais Informações

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo