Tratamento imediato

Dor de estômago nervosa, seus sintomas e seu tratamento

Toda vez que temos dor de estômago, náusea, vômito ou ansiedade, podemos estar em estado de vômito, vômito e vômito. Na verdade, excitação e estresse podem causar dor abdominal, náuseas e vômitos. Neste artigo, examinaremos os efeitos emocionais da ansiedade, como dor de estômago, nervosismo e vômito. Apresentamos também recomendações para prevenção e enfrentamento dessas questões.

Embora a maioria das pessoas tenha esse problema, segundo especialistas, não existe um diagnóstico oficial em gastroenterologia.

Os seguintes fatores podem ser eficazes no tratamento da dor de estômago ou dor abdominal:

  • Estado emocional
  • saúde mental
  • Estado digestivo
  • Saúde dos intestinos

Sintomas de dor no nervo gástrico

Você pode pensar que deve esperar dor de estômago ao ouvir o nome, mas pode ser acompanhada pelos seguintes sintomas:

  • Sensação de aperto, torção e nó no abdômen
  • Sentir-se ansioso e ansioso
  • Tremores ou alongamentos musculares
  • Excreção repetitiva de gases
  • náusea
  • Indigestão (ou uma rápida sensação de saciedade depois de comer)
  • Sensação de inchaço ou calor no abdômen
  • Micção ou defecação freqüentes

Úlcera nervosa

Causas da dor no nervo gástrico

Muitos casos podem levar a náuseas ou dor de estômago. Vírus e bactérias são as principais causas físicas de náuseas e vômitos. Mas nossas emoções, especialmente ansiedade, estresse e excitação, podem ter o mesmo efeito. Cada um dos seguintes fatores pode levar à dor na ferida do nervo:

ler  Dieta saudável e exercícios protegem contra a morte por câncer e doenças cardiovasculares - prática de cura

Ansiedade social

Todos nós já experimentamos ansiedade social em certas situações, como em uma festa onde não conhecíamos ninguém, ou no primeiro dia de aula, ou no primeiro dia de trabalho em um novo emprego.

Ansiedade de desempenho

Por exemplo, essa ansiedade surge quando se fala em reuniões importantes ou se prepara para a maior corrida da temporada.

Estresse ou medo

Estresse ou medo é causado por coisas como se preocupar com pagamentos de hipotecas, mudar de uma cidade para outra para frequentar a faculdade ou conhecer um valentão na escola.

Muita emoção

Esse tipo de emoção surge em casos como antes da cerimônia de casamento, dia da formatura ou férias que esperamos e planejamos há muito tempo.

O efeito das emoções no estômago e no corpo

Por que nossas emoções às vezes nos deixam doentes? Nossas vidas estão cheias de emoções, emoções como raiva e vergonha ou medo e prazer. Cada uma dessas emoções desencadeia reações físicas complexas em nós.

Por exemplo, quando ficamos com raiva, nossa frequência cardíaca aumenta, a adrenalina é liberada no corpo, a pressão sanguínea aumenta e ficamos com raiva.

Segundo especialistas, essas alterações fisiológicas e neuroendócrinas relacionadas às emoções afetam todas as partes do nosso corpo, incluindo o sistema digestivo. Às vezes, essas reações físicas começam e param de repente e são muito graves.

Segundo especialistas, é a intensidade dessas emoções que irrita nosso corpo e afeta imediatamente o trato gastrointestinal, causando desconfortos como dores de estômago, náuseas, vômito e diarreia. (A longo prazo, essas reações neuroendócrinas podem aumentar o risco de pressão alta ou doença cardiovascular).

Problemas no estômago sintomas

Dicas para tratar a dor de estômago

Hidrate o corpo

“Se muito estresse ou excitação faz você ou seu filho vomitar, seu corpo precisa”, diz Scott Cohen, membro da Academia Americana de Pediatria e médico do Centro Médico Cedars Sinai e pediatra.

ler  Apresentando Zinc Plus Superbion 60 comprimidos

mas certifique-se de esperar 30 a 60 minutos após o vômito antes de comer. Você pode então beber os líquidos lentamente e em goles. Evite comer alimentos sólidos por até 6 horas após a última vez que você vomitou.

Consumo de alimentos e bebidas vegetais

Muitas pessoas acreditam que o chá de menta ou o chá de gengibre aliviam as dores de estômago, ou aliviam as náuseas. O consumo de outras ervas, como lavanda ou limão, também pode ser eficaz na redução de cólicas e dores abdominais. 1 ou 2 folhas frescas da planta, uma bebida contendo seu extrato (desde que seja real) ou fazer chá e beber tudo será eficaz.

Você pode saber melhor o que ajuda a aliviar a dor nervosa em você ou em seu bebê. Por exemplo, você pode usar sopa, água mineral gaseificada, doces, torradas ou outros alimentos simples.

Problemas no estômago

Tomar medicação para tratar a dor de estômago

Assim como alguns medicamentos podem ajudá-lo com esse problema, outros não. Muitos medicamentos de venda livre podem ajudar a tratar vômitos ou efeitos colaterais estomacais, como náusea, diarreia ou acidose. Para isso, você pode usar drogas como Alka-Seltzer, Emmetrol, Mylanta, Pepto-Bismal, Similac e Tums. Converse com seu médico para saber qual medicamento é melhor para você.

Evite cafeína

A cafeína geralmente aumenta a ansiedade e piora a dor de estômago nervosa. Além disso, a cafeína estimula os intestinos. Evite substâncias cafeinadas, especialmente café, ou substitua-as por outras bebidas menos irritantes, como chá verde ou chá oolong, para acalmar o humor e aliviar a dor.

Gerenciar estresse, ansiedade e excitação

  • Você pode usar as seguintes estratégias para gerenciar o estresse:
  • Respiração profunda;
  • Exercício leve;
  • Concentre-se em sua respiração e no que está acontecendo ao seu redor;
  • Sair ou se divertir;
  • Visualize-se em uma situação onde você enfrentou e superou seus medos;
  • Obtenha ajuda de um amigo ou familiar atencioso;
  • Planejar e pensar em como você quer resolver um problema (isso ajuda você a sentir que tem controle sobre as coisas);
  • Nutrição apropriada;
  • Meditação e relaxamento;
  • Descanse para recuperar as forças, sonhar acordado, cochilar.
ler  Produtos químicos comuns aumentam muito o risco de câncer de fígado - prática de cura

Hora de ver um médico

Se você ou seu filho tiver dor de estômago ou náusea recorrente, consulte seu médico primeiro para se certificar de que não há causa física para os problemas. Causas físicas, como bactérias, vírus, refluxo ou refluxo ácido estomacal, intolerância à lactose e constipação são geralmente as causas de dor de estômago e vômitos em pessoas mais jovens.

Quando tiver certeza de que não há causas físicas, preste atenção e veja como você ou seu filho reagem a situações estressantes.

Fazer os tratamentos necessários pode ajudar crianças e adultos, mas na maioria dos casos, não há necessidade de consultar um médico, e aprender a regular as emoções de forma mais eficaz ajudará mais a pessoa. É importante aprender a procurar uma janela de esperança em qualquer situação emocional difícil antes de reagir emocionalmente.

Prevenção da dor do nervo do estômago

Você pode aliviar a dor da ferida do nervo com tratamentos rápidos, mas é melhor evitá-la mudando completamente seu estilo de vida.

Gerencie seu estrado

A dor no nervo pode ser causada por uma situação difícil, como uma entrevista de emprego progressiva ou uma situação crítica que o deixa ansioso. Ao passar por essas situações, sua dor de estômago ou dor de estômago também desaparecerá.

Mas se você está constantemente lidando com situações estressantes, precisa encontrar uma maneira de controlar seu estresse e ansiedade.

Mencionamos algumas técnicas de gerenciamento de estresse acima.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo