Relação conjugal

Como é possível se reconciliar com seu cônjuge depois de uma briga?

Argumento com a esposa É um dos eventos mais estressantes na vida que todos experimentam e é inevitável. No entanto, a reconciliação após uma luta dura e longa também está associada a problemas, pois muitas pessoas consideram a iniciativa de reconciliar-se como um sinal de fraqueza e, ao mesmo tempo, sofrem com a raiva e a distância. Esses equívocos causam mais problemas entre os casais e até levam ao divórcio. Por isso, em muitos casos, os casais procuram conselheiros nesta área e procuram uma solução para este problema. A este respeito, nós, por sua vez, continuamos a tentar identificar os obstáculos à frente e fornecer soluções neste domínio. Clique para evitar brigas entre marido e mulher.

Reconciliação com a esposa após raiva e briga

Quem quer que tenha começado a briga, você também faz parte dessa relação e deve criar ou fornecer um caminho para a reconciliação. Sim, talvez sua esposa seja culpada e você espera que ela peça seu perdão, mas você também tem que dar um jeito para ela seguir em frente. Por outro lado, se você é culpado, deve saber que perdoar e reconciliar-se com seu cônjuge após as brigas que teve não é uma tarefa fácil e é melhor ter paciência. Sugerimos que você fale definitivamente sobre essas condições em tempos de paz. A seguir, falamos sobre maneiras eficazes de se reconciliar com seu cônjuge após uma briga.

Mas se você disser que minha esposa está com raiva, você deve ler o artigo relevante.

Equívocos sobre a reconciliação com o cônjuge

Talvez isso tenha acontecido com você também, que apesar de querer se reconciliar após a raiva, você sente que não consegue ou espera constantemente que seu cônjuge tome a iniciativa de restaurar o relacionamento. Existem equívocos sobre a reconciliação que o tornam incapaz de retomar seu relacionamento e sente mais distância entre você e seu cônjuge todos os dias. Mencionamos alguns dos mais importantes abaixo.

ler  Insônia e depressão A depressão causa insônia?

Não é meu dever dar um passo à frente para a reconciliação!

Muitos casais pensam que o único homem ou a única mulher deve tomar a iniciativa de se reconciliar. Esse problema os faz esperar que a outra pessoa se apresente para falar, mesmo quando têm certeza de que fizeram algo errado. Lembre-se sempre de que a reconciliação não é um comportamento relacionado ao gênero. De fato, dizer que um homem não pede desculpas ou uma mulher não pede desculpas mostra que não temos uma compreensão correta da reconciliação. A reconciliação é a primeira maneira de mostrar que você valoriza seu relacionamento e está disposto a fazer algo para melhorá-lo. Clique aqui para saber como e a importância de tomar medidas para se reconciliar com seu cônjuge.

A reconciliação com seu cônjuge é uma confirmação do comportamento errado da outra pessoa!

Uma das razões pelas quais as pessoas não tentam se reconciliar é que pensam que, ao se reconciliarem, aprovarão o comportamento errado da outra pessoa. Ao mesmo tempo, reconciliação significa abrir o diálogo e tentar resolver os problemas anteriores. Se a reconciliação for feita da maneira certa, ela transmite a mensagem para a outra pessoa de que você está disposto a continuar o relacionamento apesar de todos os problemas e, ao mesmo tempo, não aprova comportamentos errados.

Os problemas não são resolvidos pela reconciliação

Algumas pessoas esperam que, assim que agirem pela reconciliação, todos os problemas sejam esquecidos e a vida volte ao seu melhor estado. Embora, na realidade, isso muitas vezes não aconteça porque a reconciliação é o passo mais básico que você dá para resolver problemas e nunca é suficiente por si só. Vivenciar crises como a infidelidade conjugal, apesar da reconciliação, ainda pode afetar ambas as partes e afetar a qualidade de vida conjugal. Clique para aprender sobre os métodos de resolução de disputas entre marido e mulher.

Nesta situação, é muito importante que você possa obter ajuda de um especialista para melhorar sua situação e curar seu relacionamento. Os terapeutas de casal estão entre os especialistas que podem ajudá-lo em grande medida a resolver esses problemas.

Clique para obter mais informações sobre terapia de casais.

A reconciliação com minha esposa fere meu orgulho

Muitas pessoas, especialmente os homens, sentem que a reconciliação significa fraqueza, e essa questão fere seu orgulho; Mas você precisa saber que se reconciliar ou até mesmo tentar se desculpar mostra a maturidade de uma pessoa, o que a ajuda a priorizar e valorizar o relacionamento e superar sentimentos pessoais como o orgulho de resolvê-lo. No entanto, para estar sob menos pressão psicológica, é necessário conhecer os métodos corretos de reconciliação e agir por ela na situação e no tempo certos. É recomendável que você leia o artigo sobre como pedir desculpas à sua esposa.

ler  Aconselhamento psicológico Arak O endereço dos melhores conselheiros psicológicos em Arak

Soluções adequadas para a reconciliação com seu cônjuge

Abandonar os equívocos é apenas um prelúdio para a reconciliação; Mas a seguir, é necessário aprender as habilidades necessárias para restaurar o relacionamento e estar familiarizado com os métodos corretos de reconciliação. A seguir, mencionamos algumas soluções e princípios importantes que ajudarão você a ter um comportamento mais bem-sucedido e obter resultados mais adequados de seu comportamento.

1- Escolha o momento certo para se reconciliar com seu cônjuge

É muito importante quando você toma a iniciativa de conciliar. Em situações em que emoções fortes como raiva ou tristeza nos dominam, a mente perde em grande parte sua eficiência cognitiva e, portanto, a qualidade de nossas decisões diminui. Como resultado, para obter o melhor resultado, é melhor esperar um pouco, permitir que você e seu cônjuge se acalmem um pouco e depois agir para a reconciliação quando as emoções intensas diminuíram em ambos.

2- Permita que seu cônjuge fale

Ao tentar conciliar, você precisa conhecer a habilidade de uma comunicação eficaz. Em uma conversa eficaz, você deve ser capaz de falar sobre seus sentimentos e deixar a outra pessoa falar sobre eles. Durante o tempo em que seu parceiro estiver falando, tente mostrar que você está lá para ele, que você o entende e que está ansioso para ouvir o que ele tem a dizer com gestos simples, como acenar com a cabeça, fazer contato visual apropriado ou gestos simples, como segurar a mão.

3- Obtenha ajuda de fontes adequadas para se reconciliar com seu cônjuge após uma briga

Procurar conselhos de outras pessoas para resolver problemas familiares não é considerado uma coisa negativa, mas desde que esse conselho não prejudique sua privacidade e não agrave disputas. Normalmente, arrastar as brigas dos casais para as famílias muitas vezes leva à interferência e agravamento da situação, em vez de ser produtivo. Observe também que compartilhar brigas no ciberespaço nunca é uma boa maneira de resolver problemas e reconciliar, e apenas alimenta suas diferenças e a interferência dos outros. Nessa situação, é melhor procurar ajuda de uma pessoa imparcial, como um conselheiro familiar ou um psicólogo especializado em terapia de casais, para que você e seu cônjuge possam manter a paz de espírito enquanto pensam em soluções.

Clique para conhecer o processo de recebimento de aconselhamento familiar.

4- Deixe pequenas notas para ele

Se você se sentir envergonhado de dar um passo à frente na reconciliação ou se seu orgulho não permitir, você pode usar outros métodos simples para facilitar o espaço para a reconciliação. Por exemplo, você pode deixar pequenas notas para sua esposa e lembrá-la de que a ama apesar de todos os problemas e dificuldades. Fazer essas coisas ajudará seu cônjuge a se inclinar para a reconciliação e mais oportunidades de conversa estarão disponíveis para vocês dois.

5- Concentre-se em soluções em vez de consequências

Toda compulsão aparece depois de um problema, o que certamente é de grande importância para um ou ambos os casais. Cada problema também tem consequências diferentes que podem causar ressentimento e aborrecimento em ambos os lados. Ao conciliar, em vez de se concentrar nessas consequências, tente revisar as possíveis soluções em conjunto. Pergunte um ao outro o que você pode fazer para resolver seu problema e quais habilidades você tem para resolver o problema. Se você acha que seu problema é tão profundo que não há solução para ele, obter ajuda de um psicólogo pode ajudá-lo a acalmar sua mente e tomar uma decisão melhor.

ler  Aconselhamento matrimonial do Azerbaijão Ocidental O melhor conselheiro matrimonial do Azerbaijão Ocidental

6- Para se reconciliar com seu cônjuge, pratique o perdão

A capacidade de se reconciliar depois de um problema que lhe causou ressentimento exige em grande parte a capacidade de perdoar. O perdão não significa que você aceita ou justifica o comportamento da outra pessoa, mas o perdão significa a capacidade de deixar de lado sentimentos negativos de ressentimento e hostilidade, apesar de todas as dificuldades. Isso o ajudará mais do que ninguém e lhe trará mais paz interior. Isso acabará por melhorar a qualidade da sua comunicação. Clique para saber mais sobre como perdoar seu cônjuge.

7- Não tome a iniciativa de reconciliação, produtividade negativa

Quando algumas pessoas tomam a iniciativa de reconciliação, elas constantemente tiram vantagem dessa questão e, intencionalmente ou não, atacam a outra pessoa. Não esqueça que a reconciliação deve ser um canal para se sentir seguro e uma motivação para recomeçar, então não destrua essa motivação com comportamentos errados.

Para obter conselhos sobre como se reconciliar com seu cônjuge após uma briga e raiva, você pode ligar para os principais especialistas do Centro de Aconselhamento Psicológico Mendan Nou a qualquer hora do dia para aconselhamento telefônico da família através do número 02191002360.

Perguntas frequentes

O que devo fazer com uma esposa que está constantemente com raiva?

Ficar com raiva é uma das formas inconsistentes de resolver um problema, que infelizmente se torna um hábito em algumas pessoas. A incapacidade de expressar adequadamente a raiva ou expressar seus problemas faz com que a pessoa se torne ainda mais furiosa. Além disso, antigos problemas que permaneceram sem solução por muito tempo também podem ser eficazes nesse assunto. Nessa situação, é melhor procurar a ajuda de um conselheiro e psicólogo especializado para identificar a raiz dos problemas e ajudar você e seu cônjuge a substituir os antigos padrões destrutivos por novos padrões de comportamento.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo