Tratamento imediato

Cisto pilonidal: tratamento, sintomas, prevenção

Um Cisto pilonidal é um pequeno túnel ou orifício na pele na parte superior da fenda das nádegas (onde se dividem). Um Cisto pilonidal pode se encher de pus ou fluido para formar um seio pilonidal (um crescimento anormal cheio de sujeira, cabelo e detritos) ou um abscesso (uma bolsa de pus que se acumula em espaços no corpo).

As condições do seio pilonidal afetam principalmente os homens e são mais comumente vistas em adultos jovens. No artigo de hoje vamos falar sobre o Sínus Pilonidal em detalhes.

Cisto pilonidal

  • Quais são as causas das doenças causadas pelo Cisto pilonidal?
  • Quais são os fatores de risco para o seio pilonidal?
  • Quais são os sintomas do Cisto pilonidal?
  • Como diagnosticar as condições que envolvem o Cisto pilonidal?
  • Qual é o tratamento para o Cisto pilonidal?
  • Quais são as complicações do Cisto pilonidal?
  • Como prevenir o Cisto pilonidal?

Quais são as causas das doenças causadas pelo Cisto pilonidal?

  • A causa exata das condições que causam o seio pilonidal é desconhecida.
  • No entanto, algumas condições são conhecidas por serem responsáveis ​​pelas condições do seio pilonidal.
  • Alterações hormonais após a puberdade.
  • Fricção devido a roupas apertadas.
  • Crescimento capilar.
  • Ciclismo.
  • Longo tempo sentado — Isso pode forçar o cabelo crescendo acima da área das nádegas a voltar para baixo da pele. O corpo pode formar um cisto ao redor do cabelo reagindo ao cabelo como um corpo estranho.

Quais são os fatores de risco para o Cisto pilonidal?

Certos fatores de risco aumentam suas oportunidades de desenvolver condições relacionadas ao seio pilonidal.

  • Visto mais em homens.
  • Obesidade.
  • Jovens adultos na casa dos vinte.
  • Estilo de vida inativo.
  • Ocupação que exige ficar sentado por longos períodos.
  • Pelos do corpo espesso ou rígidos.
  • Excesso de pelos, no corpo.
ler  Sete fatores de estilo de vida saudável reduzem significativamente o risco - Heilpraxis

Quais são os sintomas do Cisto pilonidal?

Há sintomas de um seio pilonidal.

  • Um pequeno buraco em forma de covinha na superfície da pele.
  • Uma vez infectada, a depressão se desenvolve em um cisto (um saco fechado cheio de líquido) ou um abscesso (uma coleção inchada de pus no tecido inchado).
  • Os sintomas de um seio pilonidal infectado incluem.
  • Dor ao sentar ou ficar em pé.
  • Inflamação do cisto pilonidal.
  • Pele vermelha e dolorida ao redor da área infectada.
  • Cabelo saindo da ferida.
  • A descarga de sangue ou pus da fervura, que dá um odor fétido.
  • Formação de múltiplos tratos sinusais na pele.
  • Febre baixa.

Como diagnosticar as condições que envolvem o Cisto pilonidal?

Exame Físico — O médico primeiro examinará o paciente fisicamente e fará perguntas, por exemplo.

  • Quando o paciente sentiu os sintomas pela primeira vez?
  • Ele já teve essa condição ou problema antes?
  • Se o paciente teve febre?
  • Se uma ação melhora os sintomas?
  • E se fazer qualquer coisa piorar os sintomas?
  • Que medicamentos ou suplementos são tomados regularmente pelo paciente?
  • A ocupação do paciente envolve ficar sentado o dia todo?

Tomografia computadorizada (tomografia computadorizada) e ressonância magnética (ressonância magnética) – Estes são exames de imagem que podem ser recomendados por um cirurgião para procurar quaisquer orifícios (cavidade sinusal) que possam ter se formado sob a superfície da pele.

Qual é o tratamento para o Cisto pilonidal?

Tratamento conservador

  • Nos estágios iniciais do Cisto pilonidal, os médicos podem prescrever antibióticos usados para tratar uma ampla gama de infecções bacterianas.
  • Os antibióticos não curam o Cisto pilonidal, mas ajudam a aliviar o desconforto e a infecção.

Languassi

  • A punção é um procedimento que é feito para aliviar os sintomas da formação de um abscesso e a coleta de pus no seio.
  • Este procedimento é feito sob anestesia local.
  • Um bisturi (lâmina cirúrgica) é usado pelo cirurgião para abrir o abscesso.
  • A ferida é então embalada com um curativo estéril e depois deixada cicatrizar por dentro.
  • A ferida geralmente cicatriza em cerca de quatro semanas e nenhum tratamento adicional é necessário.
ler  Diagnóstico precoce possível através da proteína recém-descoberta - prática de cura

Injeção de fenol

  • Este procedimento é feito sob anestesia local.
  • O cirurgião então injetará um composto químico anti-séptico conhecido como fenol no cisto.
  • Este processo pode ser repetido várias vezes.
  • Isso acabará por levar ao endurecimento e fechamento da ferida.
  • Esta categoria de tratamento tem uma taxa de recorrência muito alta, portanto, é menos preferido.

Cirurgia

  • Quando há presença de mais de um trato sinusal, ou o Cisto pilonidal permanece recorrente, o procedimento cirúrgico é recomendado.
  • O procedimento é feito sob anestesia local.
  • A ferida é aberta pelo cirurgião usando um bisturi.
  • Detritos e pus são removidos da ferida.
  • O cirurgião fechará a ferida usando suturas (pontos) no final.
  • Após a cirurgia, o médico explicará como trocar o curativo e recomendará raspar o local da cirurgia para evitar o crescimento de pelos, na ferida.

Cisto pilonidal

Terapia a ‘laser’

A terapia a ‘laser’ é útil na remoção de pelos, que se não forem removidos podem se tornar encravados e os cistos pilonidais podem se repetir.

Quais são as complicações do Cisto pilonidal?

  • Existem complicações do Cisto pilonidal.
  • Formação de um abscesso.
  • Formação de um Cisto pilonidal.
  • Recorrência de Cisto pilonidal após cirurgia.
  • Infecção sistêmica (a infecção se espalhou por todo o corpo)
  • Existe um risco aumentado de desenvolver uma categoria de câncer de pele conhecido como carcinoma de células escamosas.

Como prevenir o Cisto pilonidal?

  • O seio pilonidal pode ser evitado recorrência.
  • Lave e seque as nádegas regularmente para manter a área seca e limpa.
  • Se você está acima do peso, perca peso.
  • Evite ficar muito tempo sentado.
  • Raspe a área ao redor das nádegas pelo menos uma vez por semana ou use produtos de depilação para evitar a formação de pelos encravados.

Esperamos ter respondido a todas as suas dúvidas sobre Pilonidal Sínus através deste artigo.

Se você deseja obter mais informações sobre o Cisto pilonidal e seu tratamento, entre em contato com um cirurgião geral.

Nosso objetivo é fornecer informações através deste artigo. Não recomendamos nenhum medicamento ou tratamento a ninguém. Somente um médico pode lhe dar bons conselhos e o plano de tratamento correto.

Métodos de tratamento de cisto de cabelo na medicina tradicional

 

  • Óleo da árvore do chá: uma das formas de tratar os cistos capilares na medicina tradicional é usar o óleo da árvore do chá, que deve ser aplicado na pele com algodão por algumas horas. Faça isso duas a três vezes ao dia para curar o cisto de cabelo. Devido às suas propriedades antioxidantes, o óleo da árvore do chá reduz a inflamação dos cistos capilares.
  • Refrigerante e vinagre branco: uma mistura de refrigerante e vinagre branco é uma das maneiras mais eficazes de tratar cistos capilares na medicina tradicional. Esta mistura deve ser usada em cistos capilares por 15 a 20 minutos. Esta mistura é muito adequada para reduzir a infecção nesta área devido às suas propriedades antimicrobianas.
  • Óleo de rícino: O uso do óleo de rícino é muito eficaz no tratamento de cistos capilares. Para este efeito, o óleo de rícino deve ser usado 2 – 3 vezes ao dia em cistos capilares. O óleo de rícino reduz a infecção e inflamação dos cistos capilares.
  • Cebola: A cebola é eficaz no tratamento do seio pilonidal devido às suas propriedades antimicrobianas.
  • Canela e mel: uma mistura de canela e mel é adequada para reduzir a inflamação e a infecção dos cistos capilares.
  • Sal de Pesam: O sal de Pesam absorve o excesso de líquido e reduz a inflamação nesta doença.
  • Óleo de coco: O óleo de coco é muito eficaz no tratamento de cistos capilares devido às suas propriedades antibacterianas e antifúngicas.
  • Chá-preto: O chá-preto reduz a dor e o inchaço nos cistos capilares devido às suas propriedades antioxidantes.
  • Vinagre de maçã: o vinagre de maçã pode ajudar a reduzir o inchaço e a infecção nos cistos capilares.
  • Alho: O alho é muito eficaz no tratamento de cistos capilares devido às suas propriedades anti-inflamatórias e anti-sépticas. O alho é muito eficaz no tratamento de cistos capilares nos estágios iniciais e ajuda a tratá-los.
  • Aloé vera: combinara Aloé vera com óleo de rícino pode ser muito eficaz no tratamento de cistos capilares.
ler  Benefícios e propriedades da urtiga com efeito mágico na saúde e beleza + efeitos colaterais

O ponto a ser observado é que os tratamentos de cisto capilar na medicina tradicional eliminam temporariamente a dor e os sintomas incômodos, e para o tratamento completo desta doença deve-se utilizar cirurgia, laser e outros métodos. A eficácia desses métodos é muito maior nos estágios iniciais dos cistos capilares.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo